segunda-feira, 11 de junho de 2007

Olha eu aqui...

Pessoal eu sumi porque tive uma dor muito esquisita lá pelo dia 28/05 antes de ir pra Uberaba na consulta de 1 mês, sentia uma dor terrível ao respirar que ía aumentando e tomando meu lado esquerdo todo, liguei pro Dr. Luiz só no dia 29 (teimosa demais) e ele pediu pra eu fazer um Raio-X pois poderia ser algum líquido no pulmão, eu já estava achando que era pneumonia por causa da gripe que também não ía embora, Graças à Deus não deu nada na radiografia, ele me pediu pra tomar duas injeções de Profenid para melhorar a dor pois eu estava sem lugar, era horrível, e me pediu também pra colocar compressa quente no buraquinho onde esteve o dreno (isso era para se houvesse alguma secreção mais grossa ainda por alí ela ficaria mais líquida e ele confirmaria no dia seguinte quando eu estivesse lá na consulta).
Com as injeções as dores melhoraram mas não passaram, fomos pra Uberaba de manhã no dia 30, chegando lá ele espremeu bastanta o buraco do dreno e disse que pelo Raio-X ele achava que havia um pouco de secreção perto do diafragma e como o tempo isso iria sumir, me passou outra Profenid e depois um corticóide (Diprospan) para eliminar a tosse que não ía embora e já estava deixando a cicatriz dolorida.
Tá bom agora vamos as boas notícias: 12Kg eliminados em 1 mês (superei as expectativas) e já posso começar a alimentação pastosa (dessa vez só por 15 dias), depois ligar pra ele me passar as dicas pra eu começar a mastigar de novo e aí voltar lá com 2 meses.
Depois de passármos no Mc Donald para o Henrique (que tá muito gripadinho também e desanimadinho) levar um Mc Lanche Feliz e o Rodrigo um MilkChake de Chocolate viemos embora comigo comendo uma papinha de neném daquelas de potinho pois eu não havia comido nada e mesmo fria, pra mim estava maravilhosa!

Acho que eu atrasei demais com a minha historinha, vou tentar finalizar bem rapidinho...No dia 07/05, voltamos pra Araxá, realmente mais ou menos na quarta-feira depois disso eu senti que os líquidos estavam saindo em menores quantidades pelo buraco do dreno e com o tempo foi parando (Jesus Misericordioso me ajudou muito para que isso acontecesse) muitas vezes eu desesperei, chorei, arrependi, mas hoje faria tudo de novo, depois que eu consegui esquecer o buraco do dreno foi a vez do buraco da sonda, o Dr. Luiz me explicou que no final da sonda tinha uma bolinha com um líquido para que ela não escapulisse do lugar e que ela estava no meu estomagão descartado, puxando o que ainda restava lá de dentro, e que ele muitas vezes quando sentia a bolinha da sonda achava que era comida e começava a puxar, genteenn, isso doía e dava um nervoso que eu era capaz de puxar de volta pois eu achava que ía entrar tudo, isso ía ferindo a borda do buraco e sangrava, era muito estranho, parecia que tinha um bicho e doía, tinha hora que eu chorava muito por causa disso, um dia liguei para o Dr. Luiz já em desespero e ele falou pra eu abrir a mangueirinha embaixo, (que ele havia fechado no hospital) e deixasse sair um pouco da secreção que isso algumas vezes adiantava, não adiantou muito mas as vezes quando eu abria saía bastante coisa e parava de puxar tanto, mas fiquei nessa luta até no dia 14/05 quando fui lá tirar ela.
Fomos pra Uberaba, eu e o Rodrigo e o motorista da câmara que foi nos levar, qua alívio na hora que tirou a sonda, sem boracha nenhuma e só com os buracos eu me senti outra pessoa, muito mais disposta, fiz um monte de perguntas pro Dr. Luiz, escrevi tudo e viemos embora comigo muito mais feliz.
Agora eu ía começar a curtir o meu pós-cirúrgico, ele me liberou para uma caminhada de 20 minutos devagar e eu não falhava nem um dia (até a gripe me pegar) o INSS me concedeu 2 meses de licença do serviço, me assustei pois achei que seria somente 1 mês, mas não posso dizer que foi de todo ruim pois faltavam somente 15 dias para completar um mês e eu ainda não estava pronta pra voltar pro serviço, não por causa do trabalho em si, mas por causa da alimentação de meia em meia hora e da fraqueza que me dava se eu esquecia de me alimentar, o que era raro pois a minha mãe pegava bem no meu pé, e isso realmente é importante.


Agora estou na alimentação pastosa, com 15Kgs eliminados, chamando a atenção dos que me conhecem por onde eu passo, me sentindo mais bonita, querendo me arrumar até pra ir no supermemercado e adorando voltar a gostar de mim e olha qua ainda faltam 25Kgs para serem eliminados.
Essa semana devo começar a mastigar, depois venho contar tudinho, espero não ter problemas com isso. Bjim

2 comentários:

Fabíola Rocha disse...

Oie...

Tb sou operada e tava fazendo uma visitinha nos blog's gastroplastizados e te achei!!! rsrs...
Tenho 1,9 meses de operada e mais de 70kg em OFF...

Sucesso na sua jornada e se puder passa no meu blog tb!

http://prarecomecar.blog.terra.com.br

Beijinhos no teu coração,
Fabíola Rocha

Farah disse...

Patrícia, boa noite!

Meu nome é Rogério, também moro em Araxá e penso em fazer a mesma cirurgia, se possível com o Dr. Flávio também. Se voce puder, peço que faça contato comigo (farah.araxa@ig.com.br), pois gostaria de saber alguns detalhes do processo, sim? Desde já agradeço!

Fraterno abraço!